(67) 3222-8610
Rua Alagoas , 94, Campo Grande - MS

Blog Saúde do Homem

O que é PSA?| postado em: 03/15/18

PSA é uma sigla em inglês do termo prostate specific antigen e significa antígeno prostático específico. Trata-se de uma proteína existente na próstata tanto normal quanto naquelas acometidas por doenças (hiperplasia prostática benigna, prostatite e câncer de próstata). As células prostáticas sintetizam uma pró-forma da proteína (pró-PSA) e liberam-na para o interior do órgão, onde ele é clivado para gerar PSA ativo. Ao ser degradada, essa molécula assume a forma inativa e entra na corrente sanguínea, na forma de PSA livre.

 

Usos da mensuração dos níveis de PSA no sangue para o diagnóstico de doenças que acometem a próstata

 

Embora a célula cancerígena sintetize menos PSA que a célula normal, no câncer de próstata há uma destruição do tecido saudável. Com isso, há um extravasamento do pró-PSA para a luz da próstata e várias formas da proteína acabam caindo na circulação sanguínea. Além disso, a maior parte do pró-PSA produzido pelas células tumorais é resistente à ação das enzimas e acabam entrando no sangue sem serem processados. Por este motivo a mensuração dos níveis de PSA no sangue através de exames laboratoriais é uma poderosa arma para diagnosticar precocemente o câncer de próstata.

 

Já na hiperplasia prostática benigna (aumento benigno do número de células da próstata) não há destruição celular, de modo que a síntese e o processamento do PSA estão aumentados.

 

Assim, nos homens saudáveis, os níveis de PSA circulantes correspondem à proteína madura inativada sintetizada. Já no câncer de próstata, os níveis de PSA inativo circulante são inferiores àqueles observados nos portadores de próstatas normais ou hiperplásicas. Nestes indivíduos, a elevação do PSA se dá às custas de formas semi-processadas da proteína.

 

Com isso, o PSA torna-se importante marcador de doença prostática, sendo utilizado como método de rastreamento e diagnóstico de doença prostática.

 

Valores séricos de PSA em diferentes situações

 

Os valores normais de PSA variam conforme o método utilizado na dosagem. Na maioria dos testes, assume-se como normal valores de até 2,5 ng/ml. No entanto, seu aumento nem sempre reflete existência de câncer. A hiperplasia prostática benigna (HPB) e prostatites (inflamação da próstata) também causam elevação dos níveis circulantes do PSA. Até mesmo o exame de toque da próstata e a ultrassonografia transretal (realizada através do reto) podem elevar esses níveis. O PSA também aumenta com a idade.

 

Quando o valor de PSA encontrado estiver entre 2,5 e 10,0 ng/ml, deve ser solicitado o PSA fracionado. Neste exame, são dosadas as quantidades do antígeno livre e combinado a proteínas. Dessa maneira, é possível avaliar o PSA livre, o PSA total e a relação PSA total/PSA livre. A relação igual ou superior a 20% com PSA entre 4,0 e 10,0 ng/ml é sugestiva de HPB, e a relação inferior a 20% é mais indicativa de câncer.

 

O exame também é utilizado após o tratamento do câncer de próstata como forma de verificar se o indivíduo está de fato livre da doença.

 

 O PSA e o câncer de próstata

 

O PSA é um exame muito eficaz para diagnosticar câncer de próstata desde que seja utilizado em conjunto com o exame do toque retal. Ao contrário do que muitos pensam, o exame não deve ser utilizado isoladamente como critério diagnóstico e sim em conjunto com os sintomas e o exame do toque retal. Ou seja, conclui-se que, apesar dos avanços da medicina, a dosagem de PSA não substituiu o exame do toque retal realizado pelo urologista. 

 

Lembrando que você pode tirar suas dúvidas ou agendar uma consulta com o urologista em Campo Grande MS diretamente no nosso site oficial  ou pelo telefone: (67) 3222-8610.

 

FONTE: SBU-SP

Mais notícias

$limit = 0;
Sucos Cítricos Auxiliam na prevenção na pedra dos Rins
A formação do cálculo renal, mais conhecido como pedra nos rins, em pessoas predispostas está ligada diretamente à alimentação. Leia mais
Por que é importante se prevenir contra doenças urológicas?
FAÇA A PREVENÇÃOLeia mais
Balanite
BalanitesLeia mais
Henrique Rodrigues Scherer Coelho - Doctoralia.com.br